terça-feira, agosto 9

Suspeito de estupro é morto a pauladas e pedradas por moradores

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Um suspeito de estupro de 33 anos foi espancado com pedras e pauladas até a morte por várias pessoas na Vila do Índio, em Venda Nova, na noite deste sábado (26/06). O homem estava sem roupas e com o rosto desfigurado pelas agressões. 

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas que preferiram não se identificar contaram que a motivação para o crime pode ser uma vingança em relação ao estupro cometido pela vítima anteriormente. 

Os policiais encontraram uma ocorrência em que a vítima é suspeita de estupro contra uma adolescente na Vila do Índio, no dia 18 de junho. Além disso, o homem morto tem passagem por tráfico de drogas. 

De acordo com a Polícia Militar, as agressões começaram na rua Mauê, depois o homem foi arrastado até um beco conhecido como chiqueiro, onde o espancamento continuou e o corpo dele foi abandonado.

A polícia encontrou o suspeito do estupro com todo o corpo marcado pelas agressões. Ele estava com as calças abaixadas, a cueca na altura dos ombros e sem a camisa. O rosto da vítima ficou desconfigurado por causa do espancamento. A carteira de habilitação (CNH) ajudou na identificação. 

As testemunhas da agressão não quiseram dar detalhes sobre o crime por medo de represálias, já que a vila é conhecida por intensa criminalidade. 
Os militares foram até a casa da vítima, mas ninguém foi encontrado no local. A mãe do homem também foi procurada, mas não atendeu os policiais. A vítima do estupro não foi encontrada. 

Não há câmeras de segurança no local das agressões e por isso não foi possível identificar suspeitos. A perícia da Polícia Civil foi acionada para o local e realizou os trabalhos de praxe. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML), no bairro Gameleira, região Oeste de Belo Horizonte.

Share.

Comments are closed.