segunda-feira, janeiro 18

Moradores de rua são encontrados mortos a menos de 100 metros um do outro

Somente o laudo do Instituto Médico Legal (IML) vai poder apontar a causa exata da morte de dois homens que são moradores em situação de rua, que faleceram um próximo do outro, a uma distância de menos de 100 metros, quase na mesma hora, na região da Praça da Estação.

O primeiro homem, identificado como Marcone, de 34 anos, faleceu na Praça. De acordo com amigos, ele teria bebido muito e estaria passando mal desde o dia anterior.

Já a segunda vítima, que não foi identificada, aparenta ter cerca de 45 anos e faleceu na rua Aarão reis. Ele também estaria fazendo uso de bebida alcóolica. Próximo ao corpo, segundo a polícia, havia uma garrafa de cachaça .

Os dois corpos estão no IML como desconhecidos, uma vez que nenhum deles tinha qualquer tipo de documento de identificação.

Um morador em situação de rua, que pediu para não ter o nome divulgado, afirma ser amigo de Marcone há muito anos e estava desolado com a situação. Ele falou sobre a realidade da vida nas ruas

“É muito triste, porque, apesar de sermos moradores de rua, a gente tem uma família. Somos gente guerreira, gente trabalhadora. A gente aqui, por exemplo, trabalha vigiando moto. A pessoa que está em situação de rua é muito mal julgada. Acham que só porque estamos nas ruas usamos droga e bebemos demais”, afirma. 

Comentários desativados