segunda-feira 30 de novembro de 2020

Defesa Civil define plano para retirada de famílias de área de risco de barragem em Barão de Cocais nesta sexta-feira

A Defesa Civil estadual vai definir, nesta sexta-feira dia 20 de novembro, o plano de retirada das famílias que moram na área de risco da barragem Norte/Laranjeiras, da Mina de Brucutu, em Barão de Cocais, na Região Central de Minas Gerais. Uma reunião será realizada às 13h na cidade.

Na quarta-feira dia 18, o nível de emergência da estrutura que pertence à Vale subiu de 1 para 2. Segundo a Agência Nacional de Mineração (ANM), um dos motivos foi a falta de conhecimento das causas de trincas existentes no talude.

Nesta quinta, a Defesa Civil municipal conversou com alguns dos 34 moradores que serão removidos de forma preventiva. Além das pessoas, 790 animais serão retirados da zona de autossalvamento da barragem.
Desde fevereiro do ano passado, outros 156 famílias de Barão de Cocais, das comunidades de Socorro, Tabuleiro, Piteiras e Vila do Congo, vivem em casas provisórias em razão do risco de rompimento da barragem Sul Superior da Mina Gongo Soco, que está em nível 3 de emergência.

Como a barragem Norte/Laranjeira está em nível 2, a Defesa Civil estadual informou que fará uma evacuação planejada, com tempo para as famílias escolherem as residências onde vão morar, já que não serão levadas para hotéis. A barragem continua sendo monitorada.

A Vale informou que a retirada dos moradores será feita de forma preventiva. De acordo com a mineradora, a medida está alinhada com “o acompanhamento das condições de segurança de suas estruturas” e que “mantém campanha de investigação geotécnica com o objetivo de definir as ações para o contínuo aprimoramento destas”.

Comentários desativados