quarta-feira 15 de julho de 2020

Governo prorroga validade de concurso para professores da rede estadual por dois anos

Governo de Minas decidiu prorrogar por mais dois anos a validade do concurso público para professores e especialistas em educação básica, publicado no Edital nº 7, de 2017, da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG). Na ocasião, 38.126 candidatos foram aprovados para vagas de professores regentes de aulas, de disciplinas que compõem o currículo básico dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio, e para vagas de especialistas em educação. 

Com isso, os profissionais aprovados no concurso que ainda não foram convocados para ocupar vagas da SEE/MG ainda têm chance de ser chamados para compor o quadro da rede estadual de Educação pelos próximos dois anos. 

Segundo o secretário de Governo, Igor Eto, a medida busca evitar que a seleção, realizada em 2018, perca a validade. “O governador determinou a prorrogação do prazo para que os profissionais aprovados e classificados no concurso não sejam prejudicados”, frisa. A proposta foi autorizada pelo Comitê de Orçamento e Finanças do Estado de Minas Gerais (Cofin) na última terça-feira (23/6) e deve ser publicada no Diário Oficial ainda esta semana.

O edital prorrogado compreende todas as 47 Superintendências Regionais de Ensino do Estado e selecionou especialistas e professores de Artes, Biologia/Ciências, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia. 

A secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, destaca que o aumento do prazo contribui para incrementar e valorizar a qualidade da Educação em Minas. “Nesse cenário de pandemia, a secretaria entende que é de extrema importância essa medida que garante o trabalho desses profissionais que foram selecionados por concurso e que já vinham sendo chamados”, afirma.

Nomeações

Com a extensão do prazo, o Governo garante a continuidade da política de nomeação de servidores que vinha sendo adotada. O cronograma pactuado entre a SEE/MG e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) era de convocar 8 mil novos profissionais até julho, mas precisou ser interrompido devido à pandemia de covid-19.

Até o momento, o Estado já nomeou mais de 3,9 mil novos servidores efetivos, desde o início desta gestão. No ano passado, foram publicados três lotes de nomeações. Em março deste ano, outros mil profissionais aprovados no concurso 7/2017 foram chamados. Mas, em decorrência do coronavírus, a contagem do prazo para que essas pessoas tomassem posse foi suspensa. 

Comentários desativados