segunda-feira 25 de Maio de 2020

Combate a Covid-19 e a valorização dos profissionais de saúde foram os destaques na reunião do dia 21 de maio da Câmara de São Gonçalo do Rio Abaixo

Nessa quinta-feira, 21 de maio, foi realizada reunião Ordinária da Câmara Municipal de São Gonçalo do Rio Abaixo, respeitando as recomendações da Organização Mundial da Saúde.

Estiveram presentes, o presidente Flávio Silva de Oliveira e os vereadores, Felipe Silveira Cunha, Luiz Gonzaga Fonseca, Marcos Antônio Bicalho, Ailton de Figueiredo Neves, Otávio Izidorio Teixeira, Eloísio Raimundo dos Santos, Maria de Lourdes Guedes Barros e Renata Maria Guzzo Fonseca.
O presidente da Câmara, Flávio Silva de Oliveira, ressaltou em seu discurso as primeiras notificações de pessoas testadas positivo para a Covid-19 na cidade e cobrou do Executivo informações mais transparentes sobre os números de pessoas infectadas e as ações para conter o avanço da doença.

O presidente chamou a atenção para os ofícios com sugestões que ele enviou e que não foram executadas destacando o de número 101, que pedia o adicional de insalubridade para os profissionais da saúde. Parabenizou as equipes pelo trabalho prestado e reiterou o pedido feito, destacando a necessidade de valorização dos profissionais de forma urgente.

O vereador Felipe Silveira da Cunha pediu que a população tenha mais seriedade com os profissionais de saúde que veem de outras cidades para trabalharem aqui, que eles não podem ser culpados pelos casos da Covid-19 confirmados. Explicou que os profissionais estão deixando as famílias em casa para cuidar das pessoas em São Gonçalo do Rio Abaixo, e que todos sabiam que o vírus chegaria. O vereador disse, ainda, que falta equipamento adequado para os profissionais que estão à frente no combate ao novo Coronavírus. E, por fim, pediu mais respeito aos profissionais de saúde e o pagamento de insalubridade para todos eles.

A vereadora Renata Maria Guzzo Fonseca ressaltou a necessidade de testagem em massa da população e principalmente dos profissionais de saúde. Também falou de aliar a testagem ao isolamento social.  E destacou que até o momento faltam informações do Executivo a respeito da estrutura física que a cidade tem para atendimento dos pacientes com a Covid-19. Cobrou ações responsáveis e eficientes da Secretaria de Saúde que preservem a vida humana.

Durante a reunião também foram aprovadas indicações. Seguem para conhecimento da população.
Indicação nº 31/2020
Instalação de mata burro na Comunidade de Serra da Barraca.
Indicação nº32/2020
Reforma do mata burro na comunidade de Serrinha, que dá acesso à casa de José Paulino, Pedro João e Geraldinho.
Autoria: Marcos Antônio Bicalho
Indicação nº 33/2020
Requerendo que seja passado os ônus de insalubridade para funcionários do DAE que trabalham com água e esgoto.
Autoria: Otávio Isidorio Teixeira.
Indicação nº 34/2020
Requerendo que seja feita a manutenção na rede de água da casa do senhor Fábio Martins, morador da comunidade de Ponte Coronel.
Indicação nº 35/2020
Requerendo que seja feita a limpeza das margens do rio de nossa cidade.
Indicação nº36/2020
Requerendo que seja feita a manutenção na rede de esgoto em frente à casa do senhor Nelson Calazam, morador da Comunidade de Mangas.
Indicação nº37/2020
Requerendo instalação de mais um ponto de ônibus com guarita em frente ao SENAI.
Indicação nº38/2020
Requerendo que o Executivo elabore uma plataforma digital dentro do portal de transparência, que especifique todos os gastos realizados com o COVID-19.
Indicação nº39/2020
Requerendo que o Executivo conceda adicional de insalubridade aos funcionários públicos que estão trabalhando diretamente e indiretamente no combate ao COVID- 19
Autoria: Felipe Silveira da Cunha
Indicação nº40/2020
Construção da rede de esgoto na casa da senhora Rosilene, na Comunidade de Ribeirão/ Ponte Coronel.
Autoria: Maria de Lourdes Guedes Barros

Comentários desativados