quinta-feira 4 de junho de 2020

Prefeitura de Itabira vai remunerar família que receber menor vulnerável

A secretária municipal de Assistência Social, Maria Marli de Oliveira Martins Rosa, anunciou, durante a posse dos novos conselheiros tutelares de Itabira para o mandato 2020/2023, que o governo municipal enviará à Câmara de Vereadores, em fevereiro, o projeto para criação do programa Guarda Subsidiada, que garantirá recursos para famílias que acolherem menores em situação de vulnerabilidade social.

Antes de a secretária fazer o anúncio, a conselheira tutelar Angélica de Fátima Madeira falou em nome dos colegas. “Agradeço a oportunidade de poder assumir um cargo de relevância pública. Conselheiro tutelar é um cargo que exige bastante dedicação. E essa dedicação é exclusiva não só em termos de tempo, mas exclusiva também na busca pelo aperfeiçoamento do trabalho do conselho”, disse a conselheira.

“Acabamos de sair de três dias de capacitação e tivemos essa mensagem de que é necessário buscar a capacitação contínua porque não tem rotina, não tem receita de bolo, cada dia traz novos desafios e precisamos acompanhar para pelo menos tentar resolver ou amenizar os problemas”, destacou Angélica Madeira. 

Os detalhes do projeto que será encaminhado a Câmara Municipal ainda não foram divulgados.

Comentários desativados